terça-feira, 19 de maio de 2015

Sentir ou não...

 Porque sentimentos são difíceis de se explicar... sentimos aqui dentro, forte, mas nem sempre conseguimos nos expressar...
E o que sentimos é só nosso... não temos como controlar, e muito menos justificar... Quando sentimos algo bom como amor, gratidão, felicidade... não há essa necessidade de explicação, até porque querer o bem do próximo e o nosso é tudo de bom...
Mas e quando sentimos raiva, mágoa, inveja... aí vem junto a tal da culpa por sentir, afinal "aprendemos" que esses sentimentos ruins são proibidos, não se pode ter raiva de nada, muito menos de alguém... e inveja então... quando alguém sente, justifica logo é inveja "branca", "boa"... mas ainda é inveja... e mágoa, é muito pior pra nós, pois quem nos magoa nunca sabe que magoou, acho q esse é o sentimento mais nosso que todos... pois nos magoamos por nada, e nos machucamos muito com esse sentimento.
Mas o que é o sentimento se não apenas o resultado de algo que nos acontece, é a reação que temos no nosso organismos para nos dar pistas de que algo ali precisa ser escutado...
Quando sentimos algo bom, queremos continuar com a sensação boa pelo máximo de tempo possível, mas quando esse sentimento não nos traz essa sensação boa queremos nos livrar, sufocar aquilo da maneira mais rápida possível....
Afinal somos humanos, sentimos, e não se deve repreender isso... a todo instante nossos pensamentos, os acontecimentos diários nos remetem a algum sentimento, e em alguns momentos dá aquele aperto... aquele nó... muitas vezes falamos que não se tem motivo, ou até mesmo queremos deixar pra lá... mas e aí?
Vivemos como o mais primata dos animais... busca pelo prazer e fuga da dor... então aqueles sentimentos bons, são mais fáceis de lidar, mas pra fugir da dor, muitas vezes negamos o que sentimos, e não arrumamos o que nossa mente pede pra arrumar, não nos livramos de algo que pesa muito, porque dói e ninguém quer mexer na ferida ...
E na busca de tentar entender melhor tudo o que se passa aqui dentro, procurei ajuda profissional... e só assim que pude entender que ao invés de querer se livrar daquilo que dói, devemos parar e perguntar POR QUÊ? Por quê dói? Por quê me afeta? Por quê mexe aqui dentro? ...
Só perguntando pra si mesmo conseguiremos entender de onde vêm tudo isso que muita vezes nos faz sofrer...
Mas vivendo um dia por vez, escutando o que sentimos e indo fundo buscar o que realmente nos faz mal, só assim podemos melhorar como seres humanos, e ter uma vida melhor.

Um comentário:

Alexsander Daquina disse...

Lindo pensamento Aninha...
E se me permite complementá-lo, e se eu pudesse e fosse apto para isso eu diria...
Passemos a visualizar o que está acima daquilo que sentimos, se existe algo maior do que conseguimos enxergar naquele momento, pois só saindo da vibração para conseguirmos ver realmente o que nos aflige.